Passeio na Fazenda Morro Azul I


fazenda

Praticamente à minha disposição, um dos proprietários se dispôs a contar a história daquela que é uma das belíssimas fazendas de café da região (Foto: Comércio da Franca)

Tenho aprendido tanto, tenho visto e ouvido tantas coisas boas que às vezes me pego assim: imobilizada com excesso de informações que, por ora, ainda não encontraram cada qual um lugar de conforto. Compartilho com vocês experiências ainda jovens e, como tal, inconsequentes e cheias de emoção. Conforme já lhes contei, uma de minhas matérias em meu curso se chama Viagens pelo Brasil, e digo feliz que meu ceticismo com relação ao ser humano diminuiu muito, acostumados que estamos com a verborragia inócua. Mas não, existem pessoas extraordinárias – e algumas estão bem ali, dispostas a nos contar a sua história.

Em uma atividade extra campus, combinamos de nos encontrar diretamente na fazenda Morro Azul, em Mococa: um ônibus partiria de Campos de Jordão (meu grupo) no dia anterior, outro ônibus (com a turma de São Paulo) sairia na manhã de sábado, juntamente com a chef e nossa conterrânea Ana Luiza Trajano. Para minha sorte, a viagem dessa vez era perto de mim. O intuito: uma visita a um produtor de carnes nobres. Mas vimos muito mais…

Aprendi que se deve chegar cedo, antes de todo mundo. E mais uma vez tivemos sorte, quando chegamos à fazenda, eu e meu marido, a grande mesa do café ainda estava posta, Ana Luiza Trajano, que também é super esperta, fazia as primeiras gravações de seu programa de TV. Um chef dourava um porco e uma galinha, enquanto tentava explicar às câmeras a diferença entre as carnes da galinha de granja e da galinha caipira. Praticamente à minha disposição, um dos proprietários da fazenda se dispôs a contar a história daquela que é uma das belíssimas fazendas de café daquela região, um mergulho que chega ao advento das sesmarias dos tempos imperiais.

Mostrou-nos o remanescente do café, que agora é produzido conforme as regras da agricultura sustentável e é quase totalmente orgânico. Segredou-nos que, enquanto uma saca de café custa, sei lá, 250 reais, ele tinha acabado de vender o seu aos japoneses que só tomam café de torra suave, a 1.200 reais!

E eu estava quase abrindo a geladeira da casa, me sentindo em casa mesmo, quando os ônibus chegaram e iniciou-se a visita. O destino: a fazenda ao lado – antes, tudo parte de um imenso latifúndio. Quando cruzamos a fronteira entre as fazendas já se percebe a diferença, a fazenda Santo Antônio das Águas Claras está se transformando numa floresta.

Chegamos, paramos o carro, lá de baixo avistamos dois senhores, Renata e João, ao lado um chorão de 180 anos arrastava seus galhos até o chão, a casa antiga reformada, os bichos soltos, os cabelos grisalhos, a voz alegre, uma enorme satisfação em estar rodeado por gente, por nós. Fomos literalmente abraçados. Ouvimos da anfitriã uma frase saída de um livro de romance: “Vamos entrar, vocês devem estar com calor, preparei um refresco de hibisco e erva cidreira, também tem água gelada com hortelã e alecrim. Para quem tem fome, tem bolo caipira”. E isso foi só o começo…

DICA DA SEMANA

Pupunha ou palmito

Temos visto por aqui toletes de palmito fresco de pupunha. Às vezes a gente olha, pega e não sabe muito bem o que fazer com ele, o tamanho, a dureza dá um certo medo.

É fácil, leve para casa e corte-os ao meio no sentido do cumprimento. Corte novamente se preciso, em diagonais. Pegue uma faquinha e risque superficialmente em diagonais a polpa. E leve para grelhar com a casca para baixo. Enquanto ele amacia vá preparar o molho.

Aconselho: manteiga, salsinha, manjericão, pimenta de cheiro, sal e vinagre (indispensável) porque ele é meio sonso. Emulsione tudo numa frigideira, bata com batedor de arame e não deixe a manteiga queimar.

Quando a polpa estiver macia retire do forno ou grelha, acomode nos pratos e só então regue com o tempero.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s