Rabanada Salgada


20150808212658_75581054

Boas ideias costumam ser simples. Por exemplo, a Geladeiroteca que Rita Moscardini e Elaise Mello idealizaram, instalaram e funciona muito bem no Franca Shopping, oferecendo livros para crianças e adultos, de forma gratuita e eficiente. Rita, Elaise e seu grupo altruísta estão disseminando o hábito da leitura, que falta à maioria dos brasileiros, e com seu gesto contribuem para melhorar a vida de muitos francanos.

Lembrei-me desta iniciativa ao ler sobre outra, que usa também o eletrodoméstico essencial como continente para outro conteúdo. Seu idealizador, o espanhol Alvaro Saiz, da pequena Galdakao, a 20 km de Bilbao, a batizou como Geladeira Solidária, e o projeto tem objetivo claro: reaproveitar alimentos que iriam para o lixo e disponibilizá-los em boas condições de higiene e conservação para todos que quiserem. Não se trata portanto de gesto de caridade, mas de proposta que visa a combater o desperdício. Diz o moço ao jornal inglês The Guardian: “Não importa quem vai levar os itens- o Júlio Iglesias poderia passar por aqui e pegar uma comida- o que importa é recuperar o valor do alimento e lutar contra o desperdício”

A ideia de Rita e Elaise para a Geladeiroteca partiu da consciência de que muita gente tinha livros já lidos que estavam encostados, enquanto outras não liam porque não os possuíam ou não se sentiam motivadas a ler, até por não os ver. Com livros doados, elas abasteceram a geladeira que ganharam e estão nutrindo mentes e corações. Tudo é alimento.

A Geladeira Solidária foi instalada numa calçada, até porque Galdakao não tem shopping, e reúne itens que, ainda bons para consumo, acabariam no lixo em poucos dias. De início foram indivíduos, depois supermercados e restaurantes que passaram a abastecer a geladeira. Obviamente que Álvaro Saiz teve trabalho para implantar a ideia na sua cidade de 29 mil habitantes. Só de burocracia foi um mês, mas ficou acertado em contrato com a prefeitura que um grupo de voluntários se responsabilizaria por inspecionar os itens e jogar no lixo o que passasse da validade. Na primeira semana, nenhum problema- e nem houve descarte, pois tudo foi consumido.

De onde Saiz tirou esta ideia? Da leitura de jornais que informavam o quanto supermercados acabam jogando comida fora quando o prazo de validade se aproxima. A inspiração maior e definitiva lhe chegou de Berlim, que tem uma rede de geladeiras compartilhadas. Só não aprova a ideia quem tem dificuldades para compreender o ideal inerente ao projeto. Aliás, para nós, brasileiros, que nunca vivenciamos os horrores das guerras ou das calamidades ambientais, ela pode parecer esdrúxula. Para culturas que conheceram a fome, todo desperdício de alimentos é um acinte e um escândalo.

De minha parte, abomino o ato de jogar fora o que ainda pode ser consumido com prazer e em suas condições nutritivas. Por isso, descubro maneiras de reaproveitar sobras e transformá-las em pratos novos. Uma dessas metamorfoses alimentares é a rabanada salgada, que pode ser servida num lanche. Acompanhada por salada verde ou ao lado de uma sopa, vira refeição completa. Como você deve ter percebido, é maneira prática de aproveitar o pão amanhecido.

Percorra a lista de ingredientes para ver se está tudo à mão. Coloque no copo do liquidificador o leite, o creme de leite, os ovos, o sal, a pimenta-do-reino. Bata por dois minutos. Despeje numa tigela. Unte uma assadeira com manteiga. Passe as duas faces de cada fatia de pão pela mistura batida. Vá dispondo sobre a assadeira untada, lado a lado. Polvilhe o queijo ralado, cobrindo bem a superfície delas. Distribua os grãozinhos de pimenta rosa. Leve ao forno já aquecido a 200º. Espere dourar e retire, o que deve levar uns 15 minutos. Salpique a salsinha sobre as rabanadas. Sirva como prato principal ou acompanhamento.

Ah, sobre a iniciativa de Saiz, ela tem ganhado adeptos- na própria Espanha, na cidade de Múrcia; em Portugal ; até (ou exatamente por conta da situação) na combalida Bolívia. Assim o mundo se move, com gestos solidários partidos de pessoas que analisam seu entorno.

INGREDIENTES

300 ml de leite
½ lata de creme de leite
2 ovos
Sal
Pimenta-do-reino
3 xícaras (chá) de parmesão ralado
1 xícara (chá) de salsinha bem picada
1 colher (sopa) de pimenta rosa
20 fatias de pão amanhecido

porção: 20
dificuldade: fácil
preço: econômico

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s