Salada de férias


20160116112633_27745961.jpg

A convergência das festas de fim de ano com a conclusão de ano letivo e férias que pais preferem coincidir com as dos filhos, tornam o último e o primeiro mês do ano um tempo que se dilata em dias preguiçosos. O serviço de meteorologia marca agora, também na tela dos celulares, nuvens marotas prestes a se desfazerem, e graus que são sempre bem mais altos em relação aos outros dias do ano abaixo da linha do equador. Sol e chuva, casamento de viúva; chuva e sol, casamento de espanhol: quem nunca brincou assim, parlendando nas ruas da meninice, em janeiros que lá se vão?

As pessoas, nos espaços urbanos, no campo ou na praia, curtem o ócio que todos merecem e possibilita, tantas vezes, bons insights. O ano que passou foi difícil para os brasileiros e o que começou já se anuncia nebuloso no que diz respeito à economia. Em contextos assim de restrição precisamos mesmo de um tempo para criar condições de enfrentar com mais imaginação o que se oferece impeditivo.

A inflação, especialmente em relação aos alimentos, já perturba; e pelo andar da carruagem pode assustar mais ainda com o avançar dos meses. Cabe à dona de casa, ou a quem cuida da alimentação da família, imaginar cardápios saudáveis e saborosos que não custem os olhos da cara. E que possam ser executados rapidamente, porque as férias são também para as mães ou para quem fica na cozinha o ano inteiro. Como faz calor, crianças estão mais tempo em casa, e a fome é aquela que só se tem na infância, que tal apostar nos pratos únicos que combinem proteínas, vitaminas e carboidratos? Leve, gostosa e bonita pelo contrate de cores, a salada da foto leva carne de frango, pimentão, alface e manga, tudo misturado com molho de iogurte combinado com mel e outras delícias cheirosas.

Chamo a atenção para a manga, que os brasileiros começam a empregar em pratos salgados e é ingrediente de ouro na cozinha. Ela é capaz de se transformar num maravilhoso molho que muda completamente o sabor de uma salada de folhas verdes: basta bater no liquidificador pedaços maduros e firmes da fruta com azeite, limão, sal e páprica. A cor fica linda e ajuda a tornar o molho especial. Também com manga se prepara o chutney , que aromatizado com especiarias distintivas da cozinha indiana acompanha legumes e carnes de todos os tipos. Nos países da América espanhola a manga é cortada em cubos, passada pela páprica picante e enfiada em palitos como os nossos de espeto e assim vendidas nos centros turísticos. Enfim, a combinação de sabores doce/salgado parece ser mesmo algo cultural: só no Brasil comemos abacate com açúcar, algo que chilenos, argentinos, peruanos, mexicanos e outros olham com o rabo do olho, um tanto espantados, como se interiormente dissessem: eca! Para eles, abacate é ingrediente de pratos salgados e apimentados. Como os deliciosos ceviches preparados com carne crua de peixes brancos.

Para nossa salada à moda thai, comece cortando em tiras e depois em pedaços menores um peito de frango. Lave e seque com papel toalha. Tempere com sal, gengibre ralado, alho cortado em pedacinhos minúsculos e deixe tomar gosto. Enquanto isso acontece, prepare o molho. Em uma tigelinha coloque iogurte, suco de limão, duas colheres de pedaços de manga, vinagre, mel, cominho, páprica. Mexa bem, com fouet ou garfo, e reserve. Em uma frigideira de fundo grosso, aqueça o azeite em chama média. Coloque porções de frango e vá fritando e afastando para um lado, a fim de não criar água, como a gente costuma fazer quando prepara estrogonofe. Esse processo deve durar entre sete e dez minutos e estará concluído quando a carne não estiver mais rosada. Coloque então os pedaços de manga restantes e o pimentão vermelho cortado na longitudinal em tiras bem finas. Volte a mexer para mesclar tudo e cozinhe por aproximadamente 5 minutos, tempo necessário para amaciar o pimentão sem deixar que a manga se desfaça. Acrescente por fim o molho de iogurte já preparado e à espera. Misture bem, com a chama desligada. Passe as folhas de alface por água corrente, deixe-as uns minutos sobre papel para que a água seja absorvida e não interfira no sabor do molho, rasgue-as de forma irregular, lembrando-se de que as mãos da cozinheira conferem um jeito próprio a isso. Faça uma cama de folhas numa travessa e sobre ela disponha o frango. Corte a cebolinha com delicadeza máxima e salpique sobre o prato. Sirva em seguida, ainda morna, que é o seu melhor momento de liberação de aromas. Se não tiver problemas com a balança, coloque ao lado uma cestinha com pães. Serve quatro pessoas. Fica pronta em 40 minutos. E a louça a lavar depois é bem pouca.

Ingredientes

MOLHO
5 colheres (sopa) de iogurte natural
1 colher (sopa) de suco de limão
1 colher (sopa) de vinagre de maçã
1 colher (chá) de mel
1/4 colher (chá) de cominho em pó
1/4 colher (chá) de páprica doce
1 colher (sopa) de azeite
4 filés de frango – cortados em tiras
2 colheres (chá) de gengibre fresco ralado
1 dente de alho, picado
1 pitada de sal
2 xícaras de mangas descascadas e cortadas em cubos
1 xícara de pimentão vermelho, cortado em tiras
1/2 xícara de cebolinhas picadas
2 pés de alface limpos e as folhas rasgadas com as mãos

1 – Corte o frango em tiras, lave, seque e tempere com gengibre, alho e sal

2 – Prepare o molho com iogurte, mel, limão, vinagre, cominho, páprica

3 – Refogue as tiras de frango no azeite até que percam a cor rosada

4 – Junte os pedaços de manga e as tirinhas de pimentão e cozinhe por mais cinco minutos.

5 – Junte o molho, mexa, salpique cebolinha e sirva a salada morna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s